José Maria Espírito Santo Ricciardi também é RESPONSÁVEL!

O Conselho Fiscal e Disciplinar do Sporting Clube de Portugal (Clube) foi composto, durante o mandato de José Eduardo Bettencourt, pelos seguintes elementos:

PRESIDENTE

Agostinho da Silva Abade » Sócio nº 567

VICE-PRESIDENTE

José Maria Espírito Santo Ricciardi » Sócio nº 13.131

VOGAIS

Rui Gonçalves Ascenção » Sócio nº 2.266

Tito Arantes Fontes » Sócio nº 4.768

Alberto Laplaine Guimarães » Sócio nº 11.532

Sikander Abdul Sattar » Sócio nº 21.839

Samuel Fernandes de Almeida » Sócio nº 13.699

SUPLENTES

Sérgio Sousa Nunes » Sócio nº 14.326

Felipa Xara Brasil Monteiro » Sócio nº 39.081

Durante o tempo em que exerceram o seu mandato estes membros , no âmbito das funções que lhes estão atribuídas, emitiram dois Relatórios e Pareceres sobre as contas do Clube.

O primeiro Parecer, relativo ao exercício 2008/09 além de referir a opinião dos membros: “Somos de parecer: 1. Que sejam aprovados O Relatório, o Balanço e a Demonstração de Resultados apresentados pelo Conselho Directivo”, pedia igualmente um voto de agradecimento ao Conselho Directivo conforme a seguinte imagem documenta:

A segunda vez que este CFD se pronunciou foi sobre as contas relativas ao exercício 2009/10, cuja opinião sobre o ponto 1 era exactamente a mesma e que voltava a acrescentar um ponto 4 também do mesmo teor já pedido no exercício anterior:

Assim, não deixa de ser com enorme espanto que tenhamos esta semana ouvido as seguintes palavras do Vice-Presidente deste Conselho Fiscal e Disciplinar, José Maria Ricciardi:

“Foram muito mal sucedidos estes últimos dois anos e não foi por falta de dinheiro. O Sporting nunca gastou tanto dinheiro como gastou e está a gastar neste momento. Gastou foi mal. Os nossos rivais investiram muito melhor, venderam bem e reforçaram a sua capacidade de investir. Não fujo às minhas responsabilidades, mas o balanço é extremamente negativo”

“O futebol do Sporting deve despender cerca de 40 milhões de euros por ano. Será que justifica uma equipa que gasta isto perder – com todo o respeito pelos adversários – com o Paços de Ferreira, empatar com a Naval, Olhanense. Não me venham dizer que é por falta de capacidade financeira que o Sporting não consegue ganhar a estes clubes e disputar o campeonato até ao fim”

“Estes últimos anos têm sido muito negativos. Nem nos 18 anos em que não fomos campeões vi o estádio tão vazio como agora. É um clube sem alma e sem crença. As pessoas não gostam da maneira como a equipa joga”

(retiradas de http://www.rr.pt/bolabranca_detalhe.aspx?fid=76&did=144378)

É ainda com mais estupefacção que constatamos que é este mesmo senhor que pretende continuar com um cargo no mesmo Conselho Fiscal e Disciplinar que ele próprio, ainda que indirectamente, acabou de criticar por nada ter dito ao longo destes anos apelidados de “muito mal sucedidos” e “muito negativos”.

É a continuação desta forma de fiscalizar o clube que os sportinguistas querem?

Conselho Fiscal Independente.

Independência. Rigor. Verdade.

Uma resposta

  1. Eu gosto especialmente é do apelido “Macedo” ter levado cedilha no “c”.
    É só rigor, profissionalismo, saber…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: